Retrospectiva de 2017

       No último dia de 2017 a UEE Livre anuncia o seu novo site, agora mais completo para você ficar por dentro de tudo o que acontece na entidade, e, para estrear o novo site vamos fazer uma retrospectiva deste ano, das principais ações e lutas da União Estadual dos Estudantes Dr. Juca.

RETROSPECTIVA 2017: A UEE LIVRE É PRA LUTAR

       A UEE Livre RS foi fundada em 2009 para devolver aos estudantes gaúchos uma entidade democrática e que estivesse de fato nas universidades. Ao longo destes menos de 10 anos de história, a UEE Livre se tornou a principal entidade de referência dos estudantes gaúchos, isto porque foi às universidades, defendeu, ocupou e reivindicou um educação de qualidade.

           O ano de 2017 é marcado por uma série de lutas, da UEE Livre invadindo as ruas, as casas legislativas e as universidades, confira aqui um pouco dos momentos mais marcantes de 2017.

5º CEEG DA UEE LIVRE RS

A quinta edição do CEEG - Conselho Estadual das Entidades Gerais contou com mais de 50 estudantes reunidos em São Paulo e aprovou a prestação de contas da entidade.

4º EME DA UEE LIVRE RS

O quarto encontro de mulheres estudantes da UEE Livre que debateu  o machismo institucional, a violência sexista estrutural, a necessidade de políticas de permanência para as mulheres estudantes, as realidades do campo e da cidade, uma educação feminista, antirracista e anti Lesbo -Bi-Transfóbica.

5º CUNUEEL - Congresso da UEE Livre RS

Com o tema "Legalidade, democracia e esperança:unir o Rio Grande por diretas já" estudantes de diversas universidades do estado elegeram a nova diretoria da entidade e aprovaram o plano de lutas da entidade.

POSSE DA NOVA GESTÃO DA UEE LIVRE 

Toma posse a nova gestão da UEE Livre e no mesmo dia a entidade protocola na Assembleia Legislativa três projetos de lei pela regulamentação do ensino superior privado: pelo fim das taxas, pela taxa de matricula e rematrícula proporcional e pelo fim da obrigatoriedade do EAD.

EM DEFESA DO UNIPOA

O segundo semestre de 2017 começou com o anuncio do fim do pré vestibular popular (POP) e do programa de bolsas UNIPOA. A UEE Livre em conjunto com o DCE FADERGS, Unirriter FAPA e Zona Sul, garantiram a renovação das bolsas e a aprovação nas comissões da Câmara dos Vereadores da indicação que mantem o programa. A luta continua pela alteração dos requisitos de renovação.

11A - DIA DO ESTUDANTE - #MEIOPASSEFICA

O Dia do estudante foi marcado pela presença de mais de 10 mil estudantes nas ruas para defender um direito histórico do Porto Alegre, o meio passe estudantil, tendo em vista o pacote do transporte que Marchezan enviou à Câmara e que quer restringir o direito à meia passagem.

QUAIS OS IMPACTOS DO FIM DO MEIO PASSE ESTUDANTIL EM PORTO ALEGRE?

Na defesa do meio passe estudantil a UEE Livre e o DCE UFRGS encomendaram uma pesquisa à empresa júnior da faculdade de economia da UFRGS para demonstrar os impactos do fim da meia passagem na cidade e quantificar o número de estudantes atingidos.

AO LADO DOS MUNICIPÁRIOS EM DEFESA DE PORTO ALEGRE

Marchezan segue seu pacote de medidas para o desmonte de Porto Alegre atingindo os trabalhadores municipais de Porto Alegre. A UEE Livre estava junto nas ruas defendendo a cidade e a educação.

O PROFESSOR É MEU AMIGO: MEXEU COM ELE, MEXEU COMIGO

A greve histórica do CPERS culminou em um ato que reuniu milhares de professores e estudantes de todo o estado em Porto Alegre que deu a letra à nosso governador: não aceitaremos que sucateiem a nossa educação!

ESTUDANTES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O dia 5 de dezembro foi de mobilização nacional contra a reforma da previdência e a UEEL  em conjunto com vários DCE's do estado foram as ruas para barrar este retrocesso que atinge toda a população brasileira.

AS RUAS SÃO DO POVO

a UEE Livre Rs, em conjunto com o DCE UFRGS, a Umespa - União Metropolitana dos Estudantes Secundários de Porto Alegre e outros movimentos sociais, entregaram ao Ministério Público do Rio Grande do Sul um PEDIDO DE TOMADA DE PROVIDÊNCIA pela aprovação na câmara dos vereadores do PLC 006/2017 que visa coibir as manifestações de rua dando maior poder de coerção a guarda municipal e fixando multa aos manifestantes.

         Confira o recado dos coordenadores da UEE Livre:

2017 vai chegando ao fim fechando um ano de muita luta para os estudantes brasileiros e gaúchos. Temer e Sartori têm enfrentado dificuldades em aprovar seus pacotes pois escolheram mirar seus ataques contra a educação e os trabalhadores. Em todo o RS ocupamos as ruas contra a reforma trabalhista e da previdência, contra o contingenciamento de investimentos nas áreas públicas e contra a precarização da educação nas redes pública e privada! Na capital, enfrentamos de frente o prefeito na tentativa de pôr fim ao UNIPOA e ao Meio Passe estudantil e organizamos a resistência à precarização do ensino promovida pela rede Laureate na Fadergs e UniRitter. Em 2018, a UEE-Livre seguirá construindo a unidade com os movimentos sociais na luta contra a precarização da educação e por dias melhores para a juventude e todo nosso povo!

A nova gestão da UEE Livre tomou posse com um grande desafio, pois recebemos a entidade com o compromisso de seguir no caminho rumo a consolidação da única alternativa possível de representação dos estudantes gaúchos. Graças ao empenho coletivo de toda nossa Diretoria estamos nos desafiando a cada dia para respondermos à altura, e cada vez mais somos, de fato, a única UEE que está presente no estado e na vida dos estudantes. Para 2018, já iniciaremos o ano com outro grande desafio: a capital do Rio Grande do Sul vai estreiar o ano novo sendo novamente a capital da legalidade e da democracia, e a UEE Livre estará junto do povo ocupando Porto Alegre, contra a criminalização dos movimentos sociais e de suas lideranças populares, em defesa de Lula ser candidato. Que esta luta seja só a primeira deste novo ano onde faremos valer a nossa força, renovando nossas esperanças e resgatando por mais uma vez o nosso direito de sonhar. Viva a UEE Dr. Juca!

O segundo semestre de 2017 foi importante momento para a UEE Livre. A resistência aos retrocessos foi intensificada em todo o Rio Grande, desde a grande mobilização dos estudantes no dia 11, pela permanência do Meio Passe em Porto Alegre, deu o tom para Marchezan. Tire as mãos das nossas conquistas! Foi um período intenso com várias ações em várias universidades do nosso estado. Experimentamos também uma novidade que vêm dando certo e tem tudo para ser uma fundamental ferramenta para nossa entidade. O CUCA da UEE Livre. As ações culturais tem sido formas diferenciadas de discussões políticas, fizemos o CUCA contra a redução, no momento em que voltou a tona o tema no Senado.

Em 2018 se some à UEE Livre, vamos juntos lutar pela educação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *